ALGUNS ACONTECIMENTOS EM 1985

Após 20 dias de internação, vitimado por um problema cardíaco, o vice-prefeito e ex-presidente do GREBAL Oswaldo Porto, falecia no dia 23 de abril de 1984. Foi em sua gestão que o GREBAL conseguiu o terreno para a sede. Em sua homenagem, a 8 de março de 1985, foi aprovado pela diretoria o regulamento do Concurso Literário Oswaldo Porto, com prêmios em dinheiro (Cr$100.000,00 para o 1º colocado, Cr$60.000,00 para o segundo e Cr$40.000,00 para o terceiro) e medalhas de mérito. A premiação ocorreu em 24 de abril de 1985 no Auditório da ACIAP-BM, que estava lotado. O primeiro lugar coube ao jovem Evandro Marques; o segundo, à Eliette Ferreira, e o terceiro lugar ficou com o poeta e trovador Wilson Montemór. Esses três primeiros lugares receberam os prêmios em dinheiro e medalhas de ouro. Ganharam ainda medalhas de prata e diplomas de menção honrosa os grebalistas Alzira Ramos da Silva, Idé Ebeling, João Dias de Souza, Max Teixeira, Paulo Rocha, Ruth Luz Pasztor e Wilson Valladares. O cerimonial esteve a cargo dos membros Álvaro Luiz Carelli Pereira e José de Oliveira. Estiveram presentes, além de numeroso público, os familiares de Oswaldo Porto: sua viúva Hilda Ramos Porto, os filhos Dr. José Porto, engenheiro Fernando Porto, Vera Marta Ramos de Andrade e o irmão Ozório Porto. Ao final da cerimônia, foram entregues Títulos de Beneméritos, que haviam sido aprovados na assembléia realizada em 6 de março de 1985, a cinco benfeitores do GREBAL: o topógrafo Otto Piclum 32 (este aprovado na assembléia de 29/03/1984), o vereador Acílio Barcellos de Camargo, o deputado Sebastião Duque, o deputado Denisar Arneiro e o prefeito Luiz Amaral. Esse concurso deu origem ao livro “Oswaldo Porto – Trabalhos Classificados no Concurso Literário Sobre sua Vida e Obra”.


Novembro de 1985: O BAMEK – Barra Mansa Esperanto Klubo, transferiu-se para a sede do GREBAL, com móveis, uma máquina de escrever Olivetti Linea 88 e um
duplicador a álcool Facit modelo 1908. Esse material reforçou as instalações da secretaria do Grêmio, e serviu também aos trabalhos da nova comissão do Esperanto do GREBAL, constituída em outubro, formada pelos grebalistas Wilson Deslandes (presidente); Cleusa Leone César; Denise Arneiro Deslandes; Ecy da Silva Ferreira e João Antonio da Rocha.