PERFIL

Saiba um pouco mais sobre os autores e escritores do Grebal

Rozan Silva

Rozan Silva é escritor, editor, diagramador e colecionador de livros e gibis.

Rozan Silva nasceu em 3 de maio de 1968, em Barra Mansa, filho de Euro Rodrigues da Silva e Ermelina Ribeiro Pereira. Cursou o primário no Escola Doméstica Cecília Monteiro de Barros, mais conhecida como Asilo das Órfãs, dirigido na época pela irmã Ruth. Estudou o ginásio no Colégio Estadual Comendador Pereira Ignácio, de 1979 a 1984, tendo sido nessa época aluno da professora Matilde Diniz Lacerda. Se formou em técnico em patologia no Colégio Verbo Divino, em 1986, mas nunca exerceu esta profissão. Seu primeiro emprego foi com o pai, dono da Tipografia Moderna, onde conheceu as artes gráficas. Trabalhou posteriormente na Mundo Gráfica, de seu tio, Raimundo. Em 1985, começou a trabalhar na Heaumaq, onde ficou até 1995, como vendedor viajante, nas praças de Itaguaí, Seropédica, Mangaratiba, Miguel Pereira e Paty do Alferes. Já a partir de 1991, começou a trabalhar também na área de informática.
Em 22 de setembro de 1994, ingressou na Maçonaria, pela Loja Maçônica Barão de Teffé, em Itaguaí. Em 1996 buscou novos ares, mudando-se para Londres, onde residiu grande parte daquele ano. Na Europa, conheceu a França, a Holanda e a Bélgica. Retornando ao Brasil, fundou, com o amigo José Braz de Souza Ramos, a empresa JBRZAN Tecnologia, especializada em manutenção de computadores, que existe até hoje.
Em 1998, transferiu-se em definitivo para a Loja Maçônica Lealdade e Luz, de Rio Claro-RJ, onde, junto com um grupo de Irmãos, fundou o jornal “ O Compasso de Rio Claro” , tendo sido seu diretor geral.
Em 27 de maio de 2000 recebeu seu maior presente, seu filho, Igor Rodrigues Silva, nascido na Santa Casa de Misericórdia de Barra Mansa.
Em 5 de setembro de 2000 ingressou no GREBAL, adquirindo o Título de Benemérito. Desde 2004 é o mestre de cerimônias do Grêmio, sendo que na atual diretoria também é o segundo secretário. Ingressou na Academia Barramansense de História em 2000, levado pelos amigos e irmãos José Gentil Filho e Alan Carlos Rocha, em sessão solene realizada no Colégio Estadual Washington Luiz. Ocupa na ABH a cadeira nº 12, cujo Patrono é Antônio Leite Ribeiro de Almeida. Foi presidente da Academia Barramansense de História por oito anos, e, em 28 de julho de 2006, fundou, junto com os Acadêmicos, o jornal “Memória Barramansense”. Em 2007 fez parte, representando a ABH, da comissão para as comemorações do Sesquicentenário de Barra Mansa e da Curadoria do Museu da História da cidade, que foi inaugurado no dia 15 de outubro, mas hoje encontra-se infelizmente fechado. Atualmente, além de mestre de cerimônias, é o primeiro secretário da ABH.
Em 02 de janeiro de 2001, fundou, com os amigos José Adilson Gomes, José Gentil Filho, Antônio Carlos Almeida Alves e Cláudio Marcelo Teixeira, o jornal “A Gazeta Regional”, quinzenal, que funcionou até 2006. A 2 de julho de 2001 recebeu o Título de Irmão da Santa Casa de Misericórdia de Barra Mansa. Participou por alguns anos da diretoria da ACIAP-BM, no cargo de conselheiro fiscal. Foi secretário do CAFOP- Centro Assistencial de Formação Profissional e Cultural.
É Chanceler Cultural da FEBACLA – Federação Brasileira dos Acadêmicos das Ciências, Letras e Artes, e da ABMET. Recebeu em 20 de dezembro de 2013 o diploma de Personalidade 2013, da Soberana Casa Real e Imperial dos Godos do Oriente. Ganhou em 24 de janeiro de 2014 o Prêmio Litteratudo - Monteiro Lobato, dado pelo Movimento União Cultural e pela produção do programa de TV Litteratudo, da TV Cidade de Taubaté-SP. Em 10 de abril de 2014, recebeu o troféu “Prêmio Excelência Cultural 2013”, em comemoração aos 70 anos de fundação da ABD-Associação Brasileira de Desenho e Artes Visuais. Trabalhou, auxiliando o seu amor, a escritora Eliana Neri, Delegada Regional da FEBACLA, na organização do grande evento cultural promovido pela Entidade em Barra Mansa em 25 de abril de 2014, quando diversas personalidades e Instituições do meio cultural na Região Sul Fluminense foram homenageados. Nesse evento foi agraciado com o título de Barão do Castelo de Sármatas, da Soberana Casa Real e Imperial dos Godos do Oriente, das mãos do Príncipe Dom Alexandre da Silva Camêlo Rurikovich Carvalho. É membro correspondente da Academia de Artes de Cabo Frio-RJ, tendo recebido dessa Instituição o Diploma de Personalidade 2013, em solenidade ocorrida a 3 de maio de 2014. É membro correspondente da Academia de Artes, Ciências e Letras de Iguaba Grande-RJ, da qual recebeu o diploma de Mérito Acadêmico em 24 de janeiro de 2014. Ocupa a cadeira Arthur Schopenhauer na ABMET. É Delegado do Movimento União Cultural, de Taubaté-SP. Recebeu em 2014 o título de Defensor Especial dos Direitos Humanos da Confederação Nacional dos Delegados de Direitos Humanos. Tem o título de Cavaleiro Comendador da Real Ordem dos Cavaleiros Rei Ramiro II de Leão. É detentor das Medalhas Qualidade Ouro e Mérito Acadêmico da FEBACLA, Medalha Giuseppe Garibaldi, e Medalha Castro Alves, da Litteris Editora.
Recebeu no dia 16 de outubro de 2015 o Título de Benemérito da Academia Barramansense de História.
É o editor do jornal "GREBAL Literário" e o responsável pela "Coluna do GREBAL" no jornal A Voz da Cidade.
Em 2015 lançou o livro "GREBAL - Da Fundação à Sede", que conta os primeiros 20 anos da Instituição. Em dezembro lançará seu primeiro romance policial, "Quem Morreu?", que se passa em Barra Mansa, na década de 1950. Está escrevendo o livro "GREBAL - A Terceira Década".

Prosas

Ninguém Viu

O Pacto

O pintor

A ponte