Poema

Vida em Retalhos - Maria Aparecida Soares Dutra

Vida em Retalhos

O fascinante em tecer nossa colcha de retalhos
É que podemos trocá-los


A vida é como uma colcha de retalhos
Onde cada cor, beleza e textura
Depende de quem a costura.

Se a cor não está agradável,
Temos urgentemente que tingi-la,
De acordo com nosso interesse.

Se o formato não está ideal,
Temos rapidamente que aparar,
Recortar, emendar mais pedaços,
Para seu formato aperfeiçoar.

Se a textura não está palpável,
Temos que trabalhar o tecido
Para que fique delicado e confortável.

O fascinante em tecer nossa colcha de retalhos
É que podemos trocá-los
Descosturando os retalhos indesejados,
Substituindo por outros mais adequados.

No decorrer de nossa vida
Aparamos aqui, costuramos ali,
Colamos e tingimos acolá.

Para que no ocaso de nossa existência
Lembremos nosso caminho, nosso querer,
Nosso sofrer, toda terna experiência
Com a paz de quem não viveu por viver.